08/01/2013

Curtir

Primeiro, foram os diplomas: todo mundo dizia que eu tinha que “ser dotô”, que sem diplomas não seria ninguém na vida. Hoje, tenho tantos diplomas que poderia acarpetar as paredes do meu escritório. Tenho até diploma de bordado em ponto de cruz.

Depois foi o inglês: “sem inglês ninguém chega a lugar algum”. E lá fui eu deixar meu rico francês de lado para aprender a língua dos louros meninos do norte. Quando pensei que estava pronto para ser sucesso, surgiu a informática: “sem um sólido conhecimento de computadores o homem nem se mexe mais”. Bem, se trocar datilografia por digitação e saber salvar um arquivo é “sólido conhecimento”, estou salvo. O resto é CtrlC, CtrlV!

Aí, já resignado com minha condição de sub cidadão, já que sou fumante e o mundo pertence apenas aos xiitas ecológicos não fumantes, me aparece um tal de Facebook. Ou, simplesmente Face, para os íntimos. Deus de Israel, o que é isso?

Facebook é uma poderosa ferramenta moderna que o secretário de Estado, Leon Panetta, ex-diretor da CIA, reputa como um dos mais eficientes instrumentos para localizar pessoas. Mas não sou nem besta de querer entrar no mérito dessa questão, pois com toda certeza, a esmagadora (ou seria esmagada) maioria dos usuários do Face não faz a menor ideia de para que serve a linha do tempo.

Pois bem, aqui estou eu, perseguindo o sucesso, cadastrado no Face, livre do ostracismo e com quase 400 amigos. 400 AMIGOS!? Putz, ninguém na face da terra tem 400 amigos!

O Face me abriu as portas de um novo mundo de conhecimentos. Hoje sei, por exemplo, que o sucesso de um homem se mede pelo número de “curtir” e “compartilhar” em suas postagens. Fantástico! E “curtir”, para quem não sabe, é a coisa mais preguiçosa, cínica e hipócrita que poderia existir. Seguinte: como no Face o que vale é ter uma porrada de amigos e ninguém tem tempo de escrever coisas sinceras para todos, basta esperar que o cara poste alguma coisa e quando você receber o aviso, vai na página do seu “amigo” e aperta a tecla “curtir”. Pronto! Garantiu a sobrevivência de uma amizade.

Bacana, né? Na prática, o “curtir” funciona assim: se você está próximo dos “amigos”, comemorando, brincando, se divertindo junto, eles vêm na sua página e deixam um comentário. Caso contrário você cai na categoria “quem não é visto não é lembrado” e ganha apenas um “curtir”. Mas, puxa, se você precisa ser visto para ser lembrado, você é literalmente um ninguém!

Sei não, acho que vou sair do Face e continuar curtindo o velho, sincero e confiável modelito de amizade.

Anderson Fabiano

Imagem: Google

11 comentários:

mhelena disse...

Excelente esta abordagem sobre o facebook. Realista, saudável e divertidíssima! Adorei e não curti apenas, viu? ( rsrrsrs).

Flor.MCecilia disse...

Uma Linda Noite Feliz,mas nada de hipocresia,afinal sou a anos seguidora de teus relatos e ótimas crônicas.O Face é o ponto mais alto do podium em falsidade..tipo,eu te adoro,minha querida,nossa como vc é iluminada..etc...Face é assim me deixa cheia de Ematomas,pois quando não sabem o que dizer,escrever ou ser útil,então o povo me "Cutuca"E eu nem sei como aguento tanta cutucada,mas é um povo sem Fronteiras,com Liberdade de Expressão,que querem espalhar propaganda dos seus Livros,e eu fui nessa,e não vendi nenhum,porque será que não se vende livros,eu sei....
É porque vivemos e moramos em um Condomínio de Poetas,e todos temos os mesmos Dons e Profissões.Teriamos que morar em um Jardim onde houvessem Drs do Riso,Engenheiros,médicos,etc....
Valeu amigo,sempre é um prazer te ler,trocar figurinhas,e deixo um Girassol para ti..Bjus\Flor*

Malu disse...

kkkkkkk!
Não podia ser diferente! Ler tuas crônicas é diversão na certa! Irreverente, perspicaz, bem-humorado e super crítico!
Concordo com vc, Anderson! Tudo bem que a gente tem amigos de verdade no face, convive, "curte" e compartilha várias coisas bacanas com eles... Mas tem uma boa parcela de pessoas que a gente nem sabe que estão lá, e nem eles sabem da gente! rsrs
Matou a pau, como sempre, meu amigo!
Abração!

Leninha disse...

Oi amigo Fabiano!

Estou como você a me sentir estranha no ninho nesta imensa rede, onde se trocam amabilidades e "curtires" com pessoas das quais nada sabemos.Mas, ao mesmo tempo, é bom demais da conta encontrar por lá pessoas com as quais temos afinidades de espírito, como é o caso de Helena e você...não os conheço pessoalmente, mas parece que são meus amigos de infância e é uma alegria vê-los por lá.
Não saia do Face, please, gosto de vê-los por lá...e sei que muitas pessoas também.

Bjssssss,
Leninha

Allan Robert P. J. disse...

"Curti" muito o seu post. :)

Acho o Facebook muito estranho e ainda não entendi exatamente para que serve. As pessoas postam fotos e frases feitas e os outros "curtem", numa tentativa desesperada de angariar mais "amizades" e espantar a solidão.

:o/

Ani Cristal disse...

Oi Anderson


Adorei o texto.
O facebook é realmente traiçoeiro...kkk


Beijos
Ani


Allan Robert P. J. disse...

Oi Anderson,voltei para divulgar a publicação do meu livro.

Abração

http://www.clubedeautores.com.br/book/141356--Carta_da_Italia

lis disse...

Muito bom , adoro ler_crônicas e poesias_ posso passar o domingo todo lendo por aqui sem ter que ir ao face ... rs
até criei um , mas curtia tão pouco que os amigos foram minguando rs e eu desprezei todos rs
nada como um bom e tranquilo bloguizinho de fotos rs isso sim é curtição,
virei fã dos seus escritos .Parabéns
deixo abraços

Jorge Sader Filho disse...

E mais nada disse, nem lhe foi perguntado. Assim terminavam os depoimentos na polícia e no juízo criminal, no bom tempo que eu subia na tribuna e contava uns casos para absolver ou arranjar pena pequena para os clientes. Assim está o seu limpo e claro testemunho.

Aquele abraço,
Jorge

Gaivotadourada22 disse...

Maravilha de texto, Fabiano!!!
Não vou dizer que "curti", mas vou dizer que adorei ler... kkk
Também tenho essa percepção sobre o
(F) face, mas nos deixamos vencer, é um tanto inexplicável issoooooo!!! Quase um monstro a nos dominar!!!
KKKK
Grande abraço para você e minha Amiga do Coração!!!

Tais Luso disse...

rs, Muito bom! Concordo com tudo! Não faço parte de nenhuma rede social e nem sei para que serve, graças a Deus!
Cheguei aqui através do blog de Jorge Sader. Gostei muito do seu blog.

Abraços!